Pesquisar este blog

domingo, 18 de novembro de 2012

FSSPX: Roma à espera de uma resposta!

Ainda na "operação Memória", publicamos, devidamente traduzido para o Português, a declaração da Comissão Ecclesia Dei que, enquanto Menzingen diz: "acabaram as negociações", afirma, com "paciência, serenidade, perseverança e confiança", que Roma espera uma resposta da FSSPX. Como já tive oportunidade de dizer antes: até Roma jamais mudou de discurso... apenas o Governo de Menzingen o tem feito!

DECLARAÇÃO DA PONTIFÍCIA COMISSÃO "ECCLESIA DEI": 27.10.2012


A Pontifícia Comissão Ecclesia Dei aproveita esta ocasião para anunciar que, em seu mais recente comunicado oficial (6 de setembro de 2012), a Fraternidade Sacerdotal São Pio X indicou que necessita de sua parte de um tempo ulterior de reflexão e estudo, para preparar a sua resposta às últimas iniciativas da Santa Sé.

O estágio atual das discussões em curso entre a Santa Sé e a Fraternidade Sacerdotal é fruto de três anos de diálogos doutrinais e teológicos, durante os quais comissão conjunta se reuniu oito vezes para estudar e discutir, entre outras questões, alguns pontos controversos na interpretação de determinados documentos do Concílio Vaticano II. Quando esses diálogos foram concluídos, foi possível proceder a uma fase de discussão mais diretamente focada no grande desejo de reconciliação da Fraternidade Sacerdotal São Pio X com a Sé de Pedro.

Outros passos fundamentais nesse processo positivo de reintegração gradual já haviam sido dados pela Santa Sé em 2007, com a extensão à Igreja universal da Forma Extraordinária do Rito Romano com o Motu Proprio Summorum Pontificum, e, em 2009, com o levantamento das excomunhões. Há apenas alguns meses neste caminho difícil chegou-se a um ponto fundamental quando, em 13 de junho de 2012, a Pontifícia Comissão apresentou à Fraternidade Sacerdotal São Pio X uma declaração doutrinal juntamente com uma proposta para a normalização canônica de seu status dentro da Igreja Católica.

Atualmente, a Santa Sé está à espera da resposta oficial dos Superiores da Fraternidade Sacerdotal a esses dois documentos. Após trinta anos de separação, é compreensível que haja necessidade de um tempo para absorver o significado desses recentes desenvolvimentos. Enquanto o nosso Santo Padre Bento XVI busca promover e preservar a unidade da Igreja mediante a realização da reconciliação por tanto tempo esperada pela Fraternidade Sacerdotal São Pio X com a Sé de Pedro – uma poderosa manifestação do munus Petrinum em ação – é necessário paciência, serenidade, perseverança e confiança.

Fonte: Vaticano.
Tradução: Giulia d'Amore di Ugento.

_

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA