Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

São Raimundo Nonato

31 de agosto 

São Raimundo Nonato 

Confessor



Raimundo recebeu a alcunha de Nonato ("não nascido") porque foi extraído do ventre de sua mãe, já morta antes de dar-lhe à luz, ou seja, não nasceu de uma mãe viva, mas foi retirado de seu útero, algo raríssimo à época. Por isso é festejado, no dia 31 de agosto, como o patrono das parteiras e obstetras. 


* * * 

Cristo coroando São Raimundo Nonato por Gonzales de la Vega (Museu do Prado)

Raimundo nasceu em Portell, na Catalunha, Espanha, em 1200. Seus pais eram nobres, porém não tinham grandes fortunas. O seu nascimento aconteceu de modo trágico: sua mãe morreu durante os trabalhos de parto, antes de dar-lhe à luz. Por isso Raimundo recebeu o nome de Nonato, que significa não-nascido de mãe viva, ou seja, foi extraído vivo do corpo sem vida dela.

domingo, 30 de agosto de 2015

Santa Rosa de Lima

30 de agosto 

Santa Rosa de Lima 

Virgem e Patrona Principal das Américas, das Filipinas e das Índias Ocidentais


Santa Rosa de Limade Gregorio Vázquez de Arce 
clique para ampliar
Rosa de Santa Maria, ao século Isabel Flores de Oliva, nasceu em Lima, capital do então rico Peru, no dia 20 de abril de 1586, décima de treze filhos de uma rica família nobre de origem espanhola. O pai se chamava Gaspar Flores, um cavalheiro da Companhia dos Arcabuzes, e a mãe, Dona Maria de Oliva. Por isso, o nome da Santa era Isabel Flores de Oliva. Mas isso viria a ser esquecido em favor do nome que lhe deu, pela primeira vez, a babá indígena, Mariana, que, tocada pela beleza da menina, lhe deu, segundo o costume índio, um nome de flor. "És bela - lhe disse - és Rosa". Além disso, seus numerosos hagiógrafos (existem cerca de 40 hagiografias dela) dizem que, três meses antes de seu nascimento, o seu berço foi rodeado por rosas. No dia de sua Crisma, o Arcebispo São Toríbio de Mongrovejo (memória dia 23/03; autor das Ladainhas Peruanas) confirmou, até por causa de seus extraordinários dotes físicos e morais, aquele nome que lhe foi dado pela serva, acrescentando "de Santa Maria" para expressar o imenso e terno amor que ela devotava à Virgem Maria, sobretudo sob o título de Rainha do Rosário, a qual nunca deixou de comunicar-lhe o dom da infância espiritual, até a fazê-la compartilhar da alegria e da honra de ter em seus braços, muitas vezes, o Menino Jesus.  

Ofício Parvo de Nossa Senhora

O OFÍCIO PARVO DE NOSSA SENHORA


“Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós e por todos quantos a vós não recorrem, de modo especial pelos inimigos da Santa Igreja e por aqueles que a vós estão recomendados”. São Maximiliano Maria Kolbe.

clique para baixar o PDF
Os ofícios religiosos são orações e súplicas dirigidas a Deus, diretamente ou pela intercessão dos Santos. Foram inúmeras, ao longo da história da salvação humana, as orações feitas pelos cristãos em busca dos favores divinos, tão necessários para o bem das almas e para se manterem livres e seguros dos perigos deste mundo e das ciladas do mal. Nosso Senhor Jesus Cristo e os apóstolos praticaram a vida de oração (Cf. Mc 14,34-38) e a recomendaram para nos mantermos unidos a Deus e aos Seus propósitos sempiternos. “Propôs-lhes Jesus uma parábola para mostrar que é necessário orar sempre sem jamais deixar de fazê-lo” (Lc 18,1). “Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos” (Ef 6,18). “Orai sem cessar” (1Tess 5,17). E entre as práticas mais comuns estão os Ofícios Divinos, que são praticados pelos religiosos consagrados, nos coros, e pelos leigos, nas ordens terceiras e nas associações piedosas ou populares, como os Apostolados da Oração ou as Confrarias e Arquiconfrarias.


A palavra “ofício” vem de “opus” que em latim significa “obra”. Devemos reservar um momento para parar em meio a toda a agitação da vida e recordar que a Obra é de Deus. Trata-se da oração quotidiana em diversos momentos do dia, através de Salmos e cânticos, da leitura de passagens bíblicas e da elevação de preces a Deus. Com essa oração, a Igreja procura cumprir o mandato que recebeu de Cristo, de rezar incessantemente, louvando a Deus e pedindo-Lhe por Si e por todos os homens.

São chamadas de “parvas” as versões simples ou simplificadas das orações e liturgias, uma vez que vem de “parvus”, que em latim significa justamente “pequeno”. Portanto, o “Ofício Parvo de Nossa Senhora”, também conhecido como o “Pequeno Ofício de Nossa Senhora”, é uma forma mais breve do “Ofício Comum de Nossa Senhora”. 


Aviso: há inúmeros ofícios dedicados a Nossa Senhora, e é preciso ter cuidado porque alguns deles foram parar no Index. Nem tudo que reluz é ouro! 

sábado, 29 de agosto de 2015

Santa Sabina, Mártir

29 de agosto 

Santa Sabina (ou Sabrina)

Mártir 
 

Patrícia do século II, foi decapitada por causa da Fé.  

Em sua Passio, se lê que era uma nobre pagã, esposa do Senados Valentino, que se converteu ao Cristianismo por influência de sua serva Serápia.  Com esta, de noite, descia nas catacumbas, onde os cristãos se reuniam clandestinamente para fugir das perseguições imperiais. Quando Serápia é capturada e morta a pauladas, também Sabrina é descoberta, sofrendo o martírio por volta do ano 120 d.C.  

As relíquias das duas mártires, junto com as de Alessandro, Evenzio e Teodulo, se encontram na Basílica de Santa Sabina all’Aventino, fundada em 425 d.C. por Pietro d’Illiria, sobre os escombros de um antigo "Titulus Sabinae" (talvez a santa, além de ser patrona, foi também fundadora e protetora). São Domingos fundou no local a sua Ordem, em 1219. Ainda se pode ver sua cela, transformada em capela. No claustro do convento se pode admirar o pé de laranja que o Santo quando da fundação da Ordem dos Pregadores. Até o mais célebre dos dominicanos ensinou nesse convento.  

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

AS BERGOGLIADAS CONTINUAM: POR CORTESIA, FRANCISCO ABENÇOA EDITORA GAY

O italiano Antonio Socci noticiou em seu Facebook a existência de uma carta de Francisco em apoio a livros "gender" e à causa gay. Bom, o resumo é este: 



Duas mulheres que vivem maritalmente criaram uma editora (Lo Stampello) cujo público alvo são... as crianças. Entre os livros publicados, está o "Piccolo Uovo" ("Pequeno Ovo"), resumidamente a história de uma dupla (não casal) de pinguins gays que adota um pinguinzinho órfão. Aquela falácia de que para uma criança órfã é melhor que fique com uma dupla de pervertidos do que nas ruas. Obviamente que ninguém quer deixar as criancinhas órfãs nas ruas! A questão é que dizer se é melhor ou pior é complicado porque, dentro de quatro paredes e sob uma forte doutrinação diária, essa criancinha órfã poderá ser mais prejudicada do que nas ruas, onde ainda poderia fugir de perigos mais evidentes. O Estado deve proporcionar lares estáveis às crianças, com casais normais. Ou orfanatos mais preparados e mais adequados do que sabemos que há hoje em dia. Mas este é outro assunto.  

Fundos Cordaid-Planned Parenthood e o ABORTO

Publico para que os católicos tomem conhecimento acerca desses organismos pseudo-católicos que vicejam na igreja pós-conciliar e que fazem numerosas vítimas, entre os já nascidos e muito mais entre os que nunca puderam nascer! E o assunto surge por causa das denúncias da sra. Luana Ruiz e Silva, em vista das invasões que se multiplicam em meu Estado, o Mato Grosso do Sul, por parte de índios instigados e patrocinados pelos salesianos do CIMI (Conselho Indigenista Missionário) com a comunista CNBB, que, como é sabido, ajudou o PT a implementar seu projeto de poder, orquestrado pelo Foro de São Paulo, fundado pelos cubanos irmãos Castro e Luis Inácio Lula da Silva, para transformar a América Latina na URSAL, a União das Repúblicas Socialistas da América Latina [leia CNBB + OAB em favor da URSAL]. O que está acontecendo por aqui é que o CIMI estaria trazendo índios do Paraguay para invadir e tomar as fazendas, sob o pretexto de serem antigas aldeias indígenas. Dai que temos dois problemas: um, que é mentira, pois essas terras em particular eram da irmã de Solano Lopes, e pertenciam ao Paraguai. As tomamos na guerra que foi travada entre Brasil e Paraguai. Foram legitimamente vendidas a BRASILEIROS, que as trabalharam e hoje são fortemente produtivas. Só para registro, estão, agora, em plena fase de colheita! Segundo, que, em sendo os invasores estrangeiros, o fato de serem índios é irrelevante, pois a lei brasileira PROTEGE APENAS OS ÍNDIOS BRASILEIROS, uma vez que, por ser uma lei brasileira, não pode se aplicar a estrangeiros. Destarte, por se tratar de estrangeiros, já não se trata de meros crimes de invasão, esbulho, dano, lesões corporais, homicídio (foram vários) pelos quais parece que os índios brasileiros são isentos de pena, mas trata-se de CRIME DE LESA PÁTRIA POR ATAQUE À SOBERANIA BRASILEIRA! É invasão de contingente inimigo!!! E o fato de exigirem terras que já foram paraguaias deixa claro que se trata de um ato de guerra!!! Já não diz respeito à FUNAI, mas às FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS. Esse clima de terror, de guerra, de guerrilha que se vive no Brasil, em vários campos, é fomentado pela esquerda, que abriga os movimentos que mais causam desordem no País: Sem-terra, Sem-teto, Índios ativistas, Black-bloc, grevistas etc. Voltarei ao tema em outro post. 

Apaguei o pedido no final - e deixei apenas como informativo - porque é uma ação inócua em vários sentidos. Principalmente, porque não se trata da Igreja Católica, sobre a qual nenhum dos mencionados tem qualquer autoridade. 




* * *
FONTE


ATENÇÃO!

A ONG ABORTISTA CORDAID, PARCEIRA DA SANGUINÁRIA PLANNED PARENTHOOD (aqui, aqui), DEPOSITA RECURSOS PARA A CIMMI/CNBB, POR MEIO DE CONTA NO BANCO ITAÚ, CONFORME DENUNCIA REALIZADA POR LUANA RUIZ E SILVA.

-----------------------------------------------------------------------------------
Fundos Cordaid-Planned Parenthood e o ABORTO

(Tradução Google [mantivemos o texto, corrigindo apenas para melhor compreensão do texto])

Cordaid é uma agência de desenvolvimento e de ajuda que se diz Católica, mas na realidade não só abandonou sua identidade católica, como trabalha diretamente contra a Fé.

28 de agosto: SANTO AGOSTINHO DE HIPONA


28 de Agosto

SANTO AGOSTINHO DE HIPONA

Bispo, Confessor e Doutor da Igreja


Hoje a Igreja celebra a festa de Santo Agostinho de Hipona. Aurélio Agostinho nasceu, no dia 13 de novembro de 354, na cidade de Tagaste, hoje região da Argélia, na África. Era o primogênito de Patrício, um pequeno proprietário de terras, pagão. Sua mãe, ao contrário, era uma devota cristã, a qual agora celebramos como Santa Mônica, no dia 4 de maio.

Mônica procurou criar o filho no seguimento de Cristo. Não foi uma tarefa fácil. Aliás, ela até adiou o seu batismo, receando que ele o profanasse. Mas a exemplo do provérbio que diz que "a luz não pode ficar oculta", ela entendeu que Agostinho era essa luz.

Aos dezesseis anos de idade, na exuberância da adolescência, foi estudar fora de casa. Na oportunidade, envolveu-se com a heresia maniqueísta e também passou a conviver com uma moça cartaginense, que, em 372, lhe deu um filho, Adeodato.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

MISSÃO SÃO MIGUEL DE TUCUMÁN: CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO + REJEIÇÃO AO CVII

O giro de visitas do Rev. Pe. Cardozo continua, e também em Tucumán, Argentina, foi realizada a Consagração ao Imaculado Coração de Maria junto com a rejeição formal e completa do Concílio Vaticano II. Aqui algumas fotos:  




São José Calasanz

27 de Agosto 

São José Calasanz

Sacerdote, confessor e fundador (1556-1648)

 

A Última Comunhão de São José de Calasanz
de Francisco José de Goya y Lucientes
José Calasanz nasceu num castelo de Peralta de La Sal, em Aragão, na Espanha, em 31 de julho de 1558. De uma família nobre e muito religiosa, ele foi educado no rigor do respeito aos mandamentos de Deus. Desde cedo, mostrou sua vocação religiosa, mesmo contrariando seu pai, que o queria na carreira militar. José tanto insistiu que foi enviado para estudar teologia na Universidade de Valência, para concluir seu propósito de servir a Deus. Ao terminar os estudos, aplicou-se nos exercícios de piedade e práticas de penitência a fim para manter-se longe das tentações e no seguimento de Cristo.

Recebeu a ordenação sacerdotal em 1583, embora sem a presença do pai, que ainda não cedera à sua vocação. Inicialmente, foi para um mosteiro, desejando uma vida de solidão. Mas seu bispo, percebendo nele um alto grau de inteligência, disse-lhe que sua missão era a pregação. Assim, dedicou-se à atividade pastoral, sendo muito querido por todos os fiéis e bispos, que lhe davam vários encargos importantes a serem executados junto à Santa Sé.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

26 de agosto: São Zeferino, Papa e Mártir

26 de Agosto 

São Zeferino

Papa, Mártir (199-217) 


O Papa Zeferino exerceu um dos pontificados mais longos da Igreja de Cristo, de 199 a 217. E os únicos dados de sua vida registrados declaram que: depois do papa Vitor, de origem africana, clero e povo elegeram para a cátedra de Pedro um romano, Zeferino, filho de um certo Abôndio.

Zeferino foi o 14º papa a substituir são Pedro. Enfrentou um período difícil e tumultuado, com perseguições aos cristãos e com heresias entre eles próprios, que abalavam a Igreja mais do que os próprios martírios. As heresias residiam no desejo de alguns em elaborar, só com dados filosóficos, o nascimento, a vida e a morte de Jesus Cristo. A confusão era generalizada, uns negavam a divindade de Jesus Cristo, outros se apresentavam como a própria revelação do Espírito Santo, profetizando e pregando o fim do mundo.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Pacto das catacumbas - o documento

Como fonte de consulta, o documento que foi assinado pelos traidores da Igreja, os novos Judas.  
 

Pacto das catacumbas - o documento


16 de novembro de 1965

 

Nós, Bispos, reunidos no Concílio Vaticano II, esclarecidos sobre as deficiências de nossa vida de pobreza segundo o Evangelho; incentivados uns pelos outros, numa iniciativa em que cada um de nós quereria evitar a singularidade e a presunção; unidos a todos os nossos Irmãos no Episcopado; contando sobretudo com a graça e a força de Nosso Senhor Jesus Cristo, com a oração dos fiéis e dos sacerdotes de nossas respectivas dioceses; colocando-nos, pelo pensamento e pela oração, diante da Trindade, diante da Igreja de Cristo e diante dos sacerdotes e dos fiéis de nossas dioceses, na humildade e na consciência de nossa fraqueza, mas também com toda a determinação e toda a força de que Deus nos quer dar a graça, comprometemo-nos ao que se segue:

1) Procuraremos viver segundo o modo ordinário da nossa população, no que concerne à habitação, à alimentação, aos meios de locomoção e a tudo que daí se segue. Cf. Mt 5,3; 6,33s; 8,20.

São Luís IX da França, Rei e Confessor

25 de Agosto.

SÃO LUÍS IX

Rei da França e Confessor 


Hoje a Igreja celebra a festa do rei São Luís da França. Luís IX nasceu no dia 25 de abril de 1215, no castelo real de Poissy.

Era filho de Luís VIII e de Branca de Castela, ambos piedosos e zelosos, que o cercaram de cuidados, especialmente após a morte do primogênito. Trataram pessoalmente da sua educação e formação religiosa. Foram tão bem sucedidos que Luís IX tornou-se um dos soberanos mais benevolentes da história, um fervoroso cristão e fiel da Igreja.  


Com a morte prematura do seu pai em 1226, a rainha, sua mãe, uma mulher caridosa, de grandes dotes morais, intelectuais e espirituais, tutelou o filho, que foi coroado rei Luís IX, pois ele era muito novo para dirigir uma Corte sozinho. Tomou as rédeas do poder e manteve o filho longe de uma vida de depravação e de pecado, tão comum das cortes. Mas Luís, já nessa idade, possuía as virtudes que o levaram à santidade, a piedade e a humildade, e que o fizeram o modelo de rei católico cristão.  

No período de sua adolescência, enquanto sua mãe governava, foi educado e conduzido na Fé cristã e na arte de governar por São Tomás de Aquino. O santo doutor da Igreja conduziu com perfeição o processo de educação daquele que viria a ser o rei de toda a França.  

NOVENA A SÃO PIO X

NOVENA A SÃO PIO X

 DE 25 DE AGOSTO A 2 DE SETEMBRO 
MEMÓRIA: 3 DE SETEMBRO 
  


Ó glorioso Papa da Eucaristia, São Pio X, vós que procurastes "restaurar todas as coisas em Cristo", alcançai-me um verdadeiro amor de Jesus para que eu possa viver somente para Ele. Ajudai-me a adquirir um animado fervor e uma sincera vontade de combater pela santidade de vida, e que eu possa me valer das riquezas da Sagrada Eucaristia, que é sacrifício e sacramento. Por vosso amor a Maria, Mãe e Rainha, inflamai meu coração com uma terna devoção a Ela.  

Abençoado modelo do Sacerdócio, obtende-nos santos e dedicados Padres e aumentai as vocações ao Sacerdócio e à vida religiosa.

Dispersai a confusão, o ódio e a ansiedade. Inclinai os nossos corações à paz de modo que todas as nações venham a se colocar sob o Reinado de Cristo Rei. 

Amém. 

São Pio X, rogai por nós!

(Aqui, mencione seu pedido)

Fonte: https://www.facebook.com/events/734494986662498/.

Tradução: Giulia d'Amore. 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Prostituição da Nova Fraternidade

Prostituição da Nova Fraternidade 


Sim, "prostituição", e não exageramos no título que colocamos no início, pois é inegável que na FSSPX existe, desde um tempo até agora, um espírito verdadeiro de prostituição no sentido bíblico, pois, que outra coisa é essa pretensão de um  contubérnio  com os liberais que usurpam a hierarquia católica? E nessa procura de uma adúltera união com a Roma modernista e apóstata, a fim se enfeitar e se perfumar eficazmente, expulsa aos "duros", verdades sagradas são caladas, se recorre a palavras ambíguas, se contrata especialistas em "branding" etc.

Desde o ano de 2012, a Nova Fraternidade insiste, uma e outra vez, em tentar parecer atrativa aos olhos dos liberais demolidores da Igreja e se oferecer a Roma. É o que faz neste artigo o Pe. Lorans, um dos sacerdotes mais influentes na Fraternidade, e reconhecido acordista.

São Bartolomeu, Apóstolo

24 de agosto  

São Bartolomeu

Apóstolo  



Hoje a Igreja celebra a festa do Apóstolo São Bartolomeu.  

Bartolomeu, também chamado Natanael, foi um dos doze primeiros Apóstolos de Jesus. É assim descrito nos Evangelhos e no livro dos Atos dos Apóstolos.  

Bartolomeu nasceu em Caná, na Galiléia, uma pequena aldeia a quatorze quilômetros de Nazaré. Era filho do agricultor Tholmai. No Evangelho, ele também é chamado de Natanael. Em hebraico, a palavra "bar" que dizer "filho" e "tholmai" significa "agricultor". Por isso os historiadores são unânimes em afirmar que Bartolomeu-Natanael trata-se de uma só pessoa.  

domingo, 23 de agosto de 2015

Pequeno roteiro para ser um bom cristão

Pequeno roteiro para ser um bom cristão 




1. Esteja sempre com Cristo.
2. Reze como puder, não como você gostaria.
3. Tenha uma disciplina de oração realista e que você mantenha por dever.
4. Reze o Pai Nosso várias vezes ao dia.
5. Tenha uma oração curta que você possa repetir constantemente quando sua mente não estiver ocupada com outras coisas.
6. Faça algumas prostrações quando rezar.
7. Se alimente bem e com moderação.
8. Siga os dias e regras de jejum da Igreja.
9. Passe algum tempo em silêncio todos os dias.
10. Faça atos de caridade em segredo.
11. Vá regularmente à Divina Liturgia.
12. Participe regularmente da confissão e da comunhão.
13. Caso surjam pensamentos ou sentimentos inapropriados não lhes dê atenção. Corte-os logo de início.
14. Compartilhe regularmente todos os seus pensamentos e sentimentos com alguém de confiança.
15. Leia as Santas Escrituras (Bíblia) regularmente.
16. Leia bons livros, um pouco de cada vez.
17. Cultive a comunhão com os santos.
18. Seja uma pessoa comum.
19. Seja educado com todos.
20. Mantenha limpeza e arrumação na sua casa.
21. Tenha um hobby saudável e positivo.
22. Exercite-se regularmente.
23. Viva cada dia, e cada parte do dia, de cada vez.
24. Seja totalmente honesto, antes de tudo, consigo mesmo.
25. Seja fiel nas pequenas coisas.
26. Faça seu trabalho e então esqueça dele.
27. Faça a parte mais difícil e dolorosa primeiro.
28. Encare a realidade.
29. Seja grato em todas as coisas.
30. Seja alegre.
31. Seja simples, discreto, quieto e pequeno.
32. Nunca chame atenção para si.
33. Escute quando falarem com você.
34. Fique acordado e atento.
35. Não fale ou pense sobre as coisas mais do que o necessário.
36. Quando falar, fale com simplicidade, clareza, firmeza e seja direto.
37. Fuja de ficar imaginando, analisando coisas querendo entendê-las.
38. Fuja de coisas carnais e sexuais assim que surgirem.
39. Não fique reclamando, murmurando, resmungando, ou choramingando.
40. Não se compare com os outros.
41. Não busque ou espere elogio ou pena de ninguém.
42. Não julgue ninguém por nada.
43. Não tente convencer ninguém de nada.
44. Não fique se defendendo ou se justificando.
45. Lembre-se que apenas Deus te define e seu maior compromisso é com Ele.
46. Aceite a crítica com gratidão mas teste-a com senso crítico.
47. Só dê conselhos quando pedirem ou for obrigado a isso.
48. Não faça nada por ninguém que eles possam ou deveriam fazer por si mesmos.
49. Tenha uma agenda diária de atividades, evitando manhas e caprichos.
50. Seja misericordioso consigo e com os outros.
51. Não guarde nenhuma expectativa além de ser duramente tentado até seu último suspiro.
52. Foque exclusivamente em Deus e na luz, não nos pecados e escuridão.
53. Aguente a provação de ser você mesmo e de seus erros e pecados pacificamente, serenamente, porque você sabe que a misericórdia de Deus é maior do que a sua miséria.
54. Quando cair, se levante imediatamente e comece de novo.
55. Peça ajuda quando precisar, sem medo e sem vergonha.

Pe. Thomas Hopko

São Filipe Benício

23 de agosto 

São Filipe Benício 

Confessor
  


Visão de São Filipe Benício
Filipe Benício nasceu no dia 15 de agosto de 1233, no seio de uma rica família da nobreza, em Florença, Itália. Aos treze anos, foi enviado, com seu preceptor, a Paris para estudar medicina. Voltou e foi para a Universidade de Pádua, onde, aos dezenove anos, formou-se em filosofia e medicina. Depois, durante um ano, exerceu a profissão na sua cidade natal.

Devoto de Maria e muito religioso, possuía, também, sólida formação religiosa. Nesse período de estabelecimento profissional, passou a frequentar a igreja do mosteiro e com os religiosos aprofundou o estudo das Sagradas Escrituras. Logo suas orações frutificaram e recebeu o chamado para a vida religiosa. Filipe contou que tudo aconteceu diante do crucifixo de Jesus: uma luz veio do céu e uma voz mandou-o servir ao Senhor, na Ordem dos Servitas.

Foi a Monte Senário, pediu admissão nos Servos de Maria, onde ingressou, em 1254, como irmão leigo, destacando-se logo pela retórica. Certo dia do ano 1258, estava em companhia de um sacerdote e o prior quando encontraram dois dominicanos no caminho. Conversaram um bom tempo e Filipe discursou com tanta desenvoltura, sabedoria e eloquência que nesse mesmo ano foi ordenado sacerdote.

sábado, 22 de agosto de 2015

FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

SERMÕES: O Mistério da Santíssima Trindade

 
Neste sermão, da Festa da Santíssima Trindade, no dia 31 de maio de 2.015, em Betim/MG, o Padre Ernesto Cardozo tratou do Mistério da Santíssima Trindade. 

 



À VIRGEM MARIA: Amei-te com um amor eterno

Amei-te com um amor eterno


 
Não estavam ainda formados os arcanos que Deus, eterno, infinito, sem limites, na imensidade de sua paz, planejava sobre as obras primas dignas dÊle.

Desde então concebia milhões e milhões de seres que refletissem os seus divinos pensamentos e que, no instante querido, e por Êle estabelecido, ao som da sua voz, surgissem obedientes às suas ordens tomando cada um o lugar que estava para eles assinalado.

Entre estas miríades de criaturas, haveria o homem, aquele homem que queria criar à sua imagem e semelhança.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Padre Antônio

Padre Antônio

Numa cidadezinha perdida e esquecida, lá nos confins deste tão imenso Brasil, existe uma igreja quase sem existir. Em torno, mil ou duas mil almas mais ou menos desalmadas; dentro, um velho vigário a fazer contas intermináveis, e um padre coadjutor, na sacristia, a olhar o morro, a linha férrea lá longe, o rio, talvez o céu.

Já traz cinzas na cabeça e uma curvatura nas costas, mas naquele momento o que mais lhe pesa é a solidão que cerca a velhice que se aproxima. Está ali. Não é nada. Não sente forças para fazer nada pela vila indiferente que quer viver sua vida rotineiramente encaminhada para a morte. Sente-se inútil a mais não poder. Quer que ele celebre a única missa da féria, e com uma só porta apenas entreaberta. Precaução aliás inútil, porque ninguém mais aparece nas missas dos dias da semana. O povo não gostou quando o vigário tirou os santos que há mais de cem anos povoavam a velha igrejinha. Diminuiu a assistência à missa, diminuíram as confissões. A conversa com o vigário, na hora do jantar, reduz-se a monossílabos.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

A "Igreja dos Pobres" na articulação do Concílio

CONCÍLIO VATICANO II, OS BASTIDORES - Mais um artigo que explica melhor, pela boca dos traidores da Fé, o que foi o concílio Vaticano II.  


* * *


A "Igreja dos Pobres" na articulação do Concílio 


Cidade do Vaticano (RV) - No nosso espaço Memória Histórica - 50 anos do Concílio Vaticano II, vamos continuar a tratar das redes de relações no Concílio, falando na edição de hoje, das redes constituídas durante o evento conciliar, com destaque para a “Igreja dos Pobres”.

Nas edições passadas, tratamos das redes de relações já existentes e que foram reforçadas durante o evento conciliar. Hoje, falaremos das redes que se estabeleceram durante as sessões. O Padre José Oscar Beozzo, na tese “Padres Conciliares Brasileiros no Concílio Vaticano II”, cita três destas redes: o Ecumênico, a Igreja dos Pobres e o Coetus Internationalis Patrum.

O grupo chamado por Dom Helder Câmara de "Ecumênico" tinha a sua frente o Cardeal de Malines-Bruxelles, Dom Leo Joseph Suenens [ligado à RCC], um dos moderadores do Concílio. Tinha o apoio secretarial da Conferência Episcopal Francesa e buscava articular diversas Conferências Episcopais. Também era denominado de "Conferência dos 22", em referência ao número de conferências episcopais e organismos que o compunham, como por exemplo, o CELAM.

O episcopado brasileiro teve intensa participação nesta rede, mesmo com as mudanças ocorridas na Presidência da CNBB ao final da terceira sessão. O grupo reunia-se na Domus Mariae, mas tinha sua secretaria geral no Colégio Francês. Inicialmente, os encontros eram realizados nas terças-feiras, passando mais tarde a serem realizados nas sextas-feiras. O CELAM convidava, mas era a França que fazia todo o trabalho, como cuidar da organização e policopiar [reproduzir, geralmente em muitos exemplares, através do processo de policópia].

Já o grupo "Igreja dos Pobres" era formado, inicialmente, por dois grupos principais de 9 bispos brasileiros e 11 de língua francesa. Posteriormente, o grupo brasileiro cresceu, passando a contar com 16 bispos. Ao final da quarta sessão, o grupo mais permanente de 39 bispos selou em 16 de novembro de 1965 - numa concelebração discreta realizada na Catacumba de Santa Domitilia - um compromisso com a pobreza e o serviço aos mais pobres, assinando o que passou a ser conhecido como "O Pacto das catacumbas". Este compromisso, recolheu a assinatura de mais de 500 padres conciliares.

Na tese "Padres Conciliares brasileiros no Vaticano II", Padre José Oscar Beozzo traz o depoimento do Bispo de Crateus, Dom Antonio Fragoso, um dos brasileiros participantes deste grupo que se reunia no Colégio Belga:

"Éramos 36 bispos, um Patriarca, Maximos IV, alguns cardeais, entre eles Giacomo Lercaro, e uns arcebispos e bispos. De bispos, lembro-me de Mons. Himmer de Tournai, da Bélgica, de mim e de outros não me lembro. O grupo começou na primeira sessão. Tínhamos como secretários Paul Gauthier e Marie Therèse Lescase. O tema era a Igreja e os Pobres, começando pela identidade entre Jesus e os pobres. Lembro-me do argumento central: quando afirmamos a identidade entre Jesus e o pão consagrado: 'isto é o meu corpo', nós o adoramos e tiramos consequências para nossa espiritualidade, liturgia e tudo mais. Quando se afirma a identidade entre ele e os que não tem pão, casa, nós não tiramos as consequências para a espiritualidade, liturgia, ação pastoral. Lembro-me que, na sessão final, fomos celebrar, numa das catacumbas, a Eucaristia final. Assinamos um compromisso nosso com os pobres: dar uma atenção prioritária aos pobres (não ter dinheiro em banco, patrimônio), e este compromisso chegou a ser assinado por 500 bispos".

Padre Beozzo fala, ainda, sobre uma dura descoberta feita por Dom Fragoso: "O Concílio permitiu-me descobrir (a releitura foi feita depois) que os pobres não estavam no coração e no horizonte dos bispos. Por isto, o Concílio não deu maior atenção ao tema. O concílio permitiu-me sair daquele pessimismo sobre a natureza e dar-me alegria, mas não o vi se reconciliando com os pobres". (JE) 



Clique para ouvir o áudio: http://media02.radiovaticana.va/audio/audio2/mp3/00453696.mp3


Aniversário de Natalício de São Pio X - 20 de agosto de 1914

Aniversário de Natalício de São Pio X - 20 de agosto de 1914


No dia 20 de agosto de 1914 nascia para a vida eterna o Santo Padre São Pio X. Sua memória, contudo é no dia 3 de setembro. Para homenageá-lo, hoje, publicamos uma oração escrita por Papa Pio XII.  


Esta oração pode ser rezada no dia 20 de agosto, no dia 3 de setembro ou a qualquer tempo. 
"Sim, ó Santo Pio X, glória do sacerdócio, esplendor e decoro do povo cristão! Tu, em quem a humildade pareceu irmanar-se com a grandeza, a austeridade com a mansidão, a simples piedade com a profunda doutrina; Tu, Pontífice da Eucaristia e do Catecismo, da Fé íntegra e da firmeza impávida, volve teu olhar sobre a Santa Igreja que tanto amaste e à qual dedicaste o melhor dos tesouros que com mão pródiga havia depositado a divina Bondade em teu ânimo; consegui-lhe a incolumidade e a constância no meio das dificuldades e perseguições de nossos tempos; alivia a esta pobre Humanidade cujas dores te afligiram tão profundamente que apagaram as palpitações de teu grande coração; faça que neste agitado mundo triunfe aquela paz que supõe a harmonia entre as Nações, o acordo fraterno e a sincera colaboração entre as classes sociais, o amor à caridade entre os homens, a fim de que, desse modo, aqueles desejos que consumiram tua vida apostólica cristalizem, graças à tua intercessão, em uma realidade feliz, para a glória de Nosso Senhor Jesus Cristo, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina pelos séculos dos séculos. Assim seja".  


Se NOSSO SANTO PATRONO não é mais conhecido dependerá de nós! 

 

* * *

    Em Espanhol:

    "Sí, oh Santo Pío X, gloria del sacerdocio, esplendor y decoro del pueblo cristiano! Tú en quien la humildad pareció hermanarse con la grandeza, la austeridad con la mansedumbre, la sencilla piedad con la profunda doctrina; Tú, Pontífice de la Eucaristía y del catecismo, de la fe íntegra y de la firmeza impávida, vuelve tu mirada sobre la Santa Iglesia que tanto amaste y a la cual dedicaste el mejor de los tesoros que con mano pródiga habia depositado la divina bondad en tu ánimo; consíguele la incolumindad y la constancia en medio de las dificultades y persecuciones de nuestros tiempos; alivia a esta pobre humanidad cuyos dolores te afligieron tan profundamente que apagaron las palpitaciones de tu gran corazon; haz que en este agitado mundo triunfe aquella paz que supone la armonía entre las naciones, el acuerdo fraterno y la sincera colaboración entre las clases sociales, el amor a la caridad entre los hombres, a fin de que, de esta suerte, aquellos anhelos que consumieron tu vida apostólica cristalicen, gracias a tu intercesión, en una realidad felíz, para gloria de nuestro Señor Jesucristo, que con el Padre y el Espiritu Santo vive y reina por los siglos de los siglos, así sea".

Si NUESTRO SANTO PATRONO no es más conocido dependerá de nosotros!



+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Qual a relação entre o Pontificado de Francisco e o Pacto das Catacumbas?

CONCÍLIO VATICANO II, OS BASTIDORES - Mais um artigo que explica melhor, pela boca dos traidores da Fé, o que foi o concílio Vaticano II.  

* * *

Qual a relação entre o Pontificado de Francisco e o Pacto das Catacumbas?




Cidade do Vaticano (RV) – No nosso espaço Memória Histórica – 50 anos do Concílio Vaticano II, vamos tratar na edição de hoje da relação entre o Pontificado do Papa Francisco e o Pacto das Catacumbas (PDF).

O Pacto das Catacumbas tinha em seus enunciados o compromisso com a pobreza e a simplicidade, numa Igreja que está a serviço. Ao encontrar os jornalistas na Sala Paulo VI, em 16 de março de 2013, logo após sua eleição, o Papa Francisco afirmou: “Como eu gostaria de uma Igreja pobre a serviço dos pobres”. Neste sentido, qual a relação que poderíamos fazer entre o Pontificado de Francisco e o Pacto das Catacumbas? Quem nos explica é o Padre Arlindo Dias, Conselheiro Geral da Congregação do Verbo Divino:  


Clique no link a seguir para ouvir: http://media02.radiovaticana.va/audio/audio2/mp3/00468208.mp3

FALAM OS DIRIGENTES DO MOVIMENTO DA JUVENTUDE CATÓLICA DE FRANÇA! (MJCF)

FALAM OS DIRIGENTES DO MOVIMENTO DA JUVENTUDE CATÓLICA DE FRANÇA! (MJCF) 




O movimento da Juventude Católica de França (MJCF) foi fundado pelos dominicanos de Avrillé em 1970, e sempre se distinguiu na luta pela defesa da fé na atual crise da Igreja. Os seus capelães são padres da FSSPX. 

Dada a crise da Fraternidade São Pio X, não querem permanecer em silêncio e falam contra a deriva liberal da fraternidade.


FRANCE FIDÈLE




LEIAM MAIS AQUI: http://catolicismodesempre.blogspot.com.br/2015/07/falam-os-dirigentes-do-movimento-da.html


  
Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Missas de Agosto e Setembro 2015


http://farfalline.blogspot.com.br/p/missas-no-brasil.html


  Para ver os locais de Missas no Brasil
clique aqui.

*
*
*

A Rede conspiratória liderada por Dom Helder durante o Concílio Vaticano II

A Rede conspiratória liderada por Dom Helder durante o Concílio Vaticano II


 

Dom Helder líder da sociedade secreta
"Igreja dos pobres" criada com o fim
de
comunistizar a Igreja Católica
O renomado historiador Roberto de Mattei, autor de “Concílio Vaticano II , uma história nunca escrita” traz informações importantes sobre uma rede conspiratória que trabalhou pela eleição do Cardeal Montini ao Papado. 


Essa rede tinha como meta tornar Montini Papa da Igreja, para controlá-la por dentro pondo-a a serviço da revolução e da modernidade.

Isso ficou claro na medida em que, desde o começo do CVII, a ala modernista dos bispos franco-alemãos (nessa ala inclua-se a ala belga-holandesa) buscou frustrar os planos da Cúria Romana, de controle dos temas e dos conteúdos  que seriam discutidos no Concílio.

Para frustrar tais planos. o Cardeal Lienart, bispo de Lille, deu um golpe na primeira sessão exigindo do Cardeal Tisserant que paralisasse o processo de votação que iria decidir os membros das comissões. Lienart alegava que “é impossível votar desta maneira sem conhecer os candidatos mais qualificados”, ao que Tisserant disse “Eminência, a ordem do dia não prevê debates. Estamos reunidos apenas para votar”. Insatisfeito com a resposta, o bispo de Lille tomou o microfone e tentou convencer a assembleia a não votar. Os cardeais Konig, Frings e Dopfner apoiaram Lienart e conseguiram levar a assembleia a se dispersar.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

17 de agosto: São Jacinto Confessor

17 de agosto 

São Jacinto de Cracóvia

Apóstolo da Polônia (+1257) 


São Jacinto nasceu em 1183, na Polônia, entre as cidades de Breslau e Cracóvia (antiga Kramien). Seu nome de batismo é Jacek Odrowąż. Alguns biógrafos dizem que pertencia a piedosa família Odrovaz, da pequena nobreza local.

Por volta do ano de 1218, ingressou na Ordem Dominicana em Roma, retornando à sua terra logo em seguida. Na Polônia, fundou diversos conventos como os de Breslau, Sandomir e Dantzig, tendo criado no ano de 1228 a Província Dominicana Polaca, cuja influência dominicana alcançou a Rússia, os Balcãs, a Prússia e a Lituânia. Percorreu aproximadamente quatro mil léguas anunciando o Evangelho.


História

Desde novo, descobriu a sua vocação religiosa. Antes de ingressar na Ordem dos Pregadores, ele era canônico na sua cidade natal.

Em Roma foi que conheceu São Domingos de Gusmão, fundador da Ordem dos Pregadores, cuja memória é no dia 4 de agosto. Pediu seu ingresso e foi aceito na nova congregação. Depois de um breve noviciado concluído em Bolonha, em 1221, vestiu o hábito dominicano e tomou o nome de frei Jacinto. Na ocasião foi o próprio São Domingos que o enviou de volta à sua pátria com um companheiro, frei Henrique da Morávia.

Assim iniciou sua missão de grande pregador. O trabalho que ele teria de desenvolver na Polônia fora claramente fixado por São Domingos. Jacinto fundou em Cracóvia um mosteiro da Ordem de São Domingos. Depois de pregar por toda esta diocese, mandou alguns dominicanos missionários para a Prússia, Suécia e Dinamarca, pois estes países pagãos careciam de evangelização.  


Em 1228, após participar no Capítulo Geral da Ordem, em Paris, instalou-se na cidade de Kiev, na atual Ucrânia, onde continuou a sua ação missionária.

Jacinto foi um incansável pregador da Palavra de Cristo e um dos mais pródigos colaboradores do estabelecimento da nova Ordem, naquelas regiões tão distantes de Roma. Foram quarenta anos de intensa vida missionária.  


No dia 15 de agosto de 1257, ele morreu aos setenta e dois anos, no mosteiro de Cravóvia, consumido pelas fadigas. Considerado pelos biógrafos, uma das glórias da Ordem Dominicana. Foi canonizado em 1524 pelo Papa Clemente VII.

domingo, 16 de agosto de 2015

MISSÃO CRISTO REI DE CIUDAD DEL ESTE: CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO E REJEIÇÃO DO CVII

Fiéis de Ciudad del Este (Paraguai) após a Consagração feita ao Coração Imaculado de Maria com a rejeição formal do concílio Vaticano II, em 31/07/2015. 

Fieles de Ciudad del Este después de la Consagración hecha al Corazón Inmaculado de Maria y rechazo formal al concilio Vaticano II, el 31-7-2015. 



clique para ampliar

sábado, 15 de agosto de 2015

FESTA DA ASSUNÇÃO DA VIRGEM MARIA AO CÉU DE CORPO E ALMA

FESTA DA ASSUNÇÃO DA VIRGEM MARIA AO CÉU DE CORPO E ALMA

 

CLIQUE PARA LER SOBRE A FESTA

 

CLIQUE PARA VER MAIS IMAGENS DA
ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

  
Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

14 de agosto: 800 Mártires de Otranto vítimas do Islã

14 DE AGOSTO 

800 Mártires de Otranto 


Mártires de minha terra, rogai por nós!

Nossa Senhora na capela dos mártires, igreja de Santa Caterina a Formiello, Otranto
Nossa Senhora na Capela dos Mártires,
Igreja de Santa Caterina a Formiello,
Otranto
Os Mártires do Islã em Otranto foram beatificados em 14 de dezembro de 1771, pelo Papa Clemente XIV, e canonizados em 12 de maio de 2013, pelo Bispo de Roma, Francisco I. NOTA DO BLOG: Tendo em vista que as canonizações na Igreja Conciliar são suspeitas, por não respeitarem procedimentos necessários nas averiguações para a beatificação, primeiro, e a canonização depois, levando aos altares "santos" sobre os quais pairam sérias denúncias de heresia e, principalmente, por não possuírem sequer um milagre que testifique a seu favor, os Santos Mártires de Otranto continuam Beatos para a Igreja Católica, à espera que um Papa católico nos seja dado e que irá ordenar todas as coisas, inclusive os processos de beatificação e canonização. Não creio que os benditos Mártires se ofendam em esperar.  



* * *

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

MONS. LEFEBVRE: A Missa de Lutero e a Missa Nova

OPERAÇÃO MEMÓRIA. Para não esquecermos do que disse Mons. Lefebvre. 



* * *


Conferência de Dom Marcel Lefebvre:

Esta noite, falarei da Missa de Lutero 


Esta noite, falarei da Missa de Lutero e da Missa do novo rito. Por que essa comparação entre a Nova Missa e a Missa de Lutero? Porque a história o diz; a história objetiva não é criação minha. Ele (Sua Excia. mostra um livro sobre Lutero, publicado em 1911, "Do Luteranismo Ao Protestantismo" de Léon Cristiani) fala sobre a reforma litúrgica de Lutero. Trata-se de um livro escrito em um tempo, em que o autor nem conhecia nossa crise, nem o novo rito; portanto não foi escrito com segundas intenções.


Síntese dos princípios fundamentais da Missa

Primeiramente, desejo fazer uma síntese dos princípios fundamentais da Missa, para trazer à nossa memória a beleza, a profunda grandeza espiritual de nossa Missa, o lugar que nossa Missa ocupa na Santa Igreja. Que coisa mais bela Nosso Senhor legou à Humanidade, que coisa mais preciosa, mais santa concedeu à Sua Santa Igreja, à Igreja sua Esposa, no Calvário, quando morria na Cruz? Foi o Sacrifício de si mesmo. O Sacrifício de si mesmo. Sua própria Pessoa, que continua seu Sacrifício. Ele o deu à Igreja, quando morreu na Cruz. A partir desse momento, esse Sacrifício estava destinado a continuar, a perseverar através dos séculos, como Ele o havia instituído, juntamente com o Sacerdócio. Quando, na Santa Ceia, Jesus instituiu o Sacerdócio, Ele o instituiu para o Sacrifício, o Sacrifício da Cruz, porque esse Sacrifício é a fonte de todos os méritos, de todas as graças, de todos os Sacramentos; a fonte de toda a riqueza da Igreja. Isso devemos recordar, ter sempre presente essa realidade, divina realidade. Portanto, é o Sacrifício da Cruz que se renova sobre nossos altares, e o Sacerdócio está em relação com ele, em relação essencial com esse Sacrifício. Não se compreende o Sacerdócio sem o Sacrifício, porque o Sacerdócio foi feito para o Sacrifício. Poder-se-ia dizer também: é a Encarnação de Jesus Cristo, séculos a fora: "usque ad finem temporum" ["
até o fim dos tempos"], o Sacrifício da Missa será oferecido. Se Jesus Cristo quis esse Sacrifício, quis também ser nele a Vítima, uma vez que é o Sacrifício da Cruz que continua, Ele quis que a vítima fosse sempre a mesma, quis ser Ele próprio a Vítima. Para ser a Vítima, Ele tem que estar presente, verdadeiramente presente nos nossos altares. Se Ele não estiver presente, se não houver a Presença Real nos nossos altares, não haverá Vítima, não haverá Sacerdócio. Tudo está ligado: Sacerdócio, Sacrifício, Vítima, Presença Real e, portanto, Transubstanciação. Aí está "o coração" do tesouro – o maior, o mais rico – que Nosso Senhor concedeu à Sua Esposa, a Igreja e a toda a Humanidade. Assim, podemos compreender que, quando Lutero quis transformar, mudar esses princípios, começou por combater o Sacerdócio; como o fazem os modernistas. Pois Lutero bem sabia que, se o Sacerdócio desaparecesse, não mais haveria Sacrifício, não mais haveria Vítima, não haveria mais nada na Igreja, não mais haveria a fonte das graças.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA